ATA - Reunião Extraordinária - 20/01/11

Ata de reunião de diretoria da Executiva Nacional dos Estudantes de Arquivologia

Aos vinte dias do mês de Janeiro do ano de dois mil e onze, com inicio as dezenove hora e cinqüenta minutos, a diretoria diretória da Executiva Nacional dos Estudantes de Arquivologia, se reuniu em um grupo on-line de MSN. A reunião foi presidida por Fernanda Marcele Santana Lage Linhares (Representante da Universidade Federal da Bahia) e secretariada por Marcello França Furtado (Representante da Universidade Federal do Espírito Santo) e contou com a presença Jacione Gonzaga (Representante da Universidade Federal da Bahia), Priscilla Gomes de Araújo (Representante da Universidade Estadual da Paraíba), Gabriel Oblasser dos Santos (Representante da Universidade Estadual Paulista), Vander Luis Duarte Rodrigues (Representante da Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e Hebe Ribeiro da Silva (Representante da Universidade Federal do Amazonas) como observadora. Lembrando que Elayne Ortolan Altoé (Representante da Universidade Federal do Espírito Santo) teve a falta justificada por estar presente em um ato do movimento estudantil contra o aumento das passagens de ônibus no Espírito Santo e Larisse Almeida de Oliveira (Representante da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) teve a falta justificada por estar presente na Região Serrana do Rio de Janeiro colaborando na ajuda aos desabrigados nas tragédias naturais ocorridas recentemente no local. Através de definição de pauta. O primeiro ponto foram os informes. Marcello Furtado informou a sobre o Décimo Terceiro Conselho Nacional de Estudantes ocorrido na cidade do Rio de Janeiro organizado pela União Nacional de Estudantes durante os dias quatorze a dezessete do mês de Janeiro e também sobre a oportunidade de aproximação que teve com uma estudante do curso de arquivologia da Universidade Federal Fluminense onde puderam conversa a respeito da falta de mobilização e movimento do Centro Acadêmico desse curso em relação ao movimento estudantil e a Executiva Nacional, e pode firmar uma futura parceria e apoio entre o Centro Acadêmico, Executiva Nacional e o Encontro Nacional. Marcello Furtado também informou a respeito das bandeiras levantas sobre os Arquivos da Ditadura pela Federação do Movimento Estudantil de História e da Federação Nacional de Estudantes de Direito, sobre sua conversa com representantes dessas entidades na Universidade Federal do Espírito Santo e da possível parceria entre as três entidades na realização de debates e eventos acerca do tema, Gabriel Oblasser dos Santos e Fernanda Linhares destacaram que vale a pena realizar uma aproximação com essas entidades pelo crescimento de nossa Executiva Nacional e pela troca de conhecimentos. Priscilla de Araújo informou acerca de duas reuniões que ocorreram a respeito de uma possível criação da Associação dos Arquivistas da Paraíba e que permitiria a participação de outros profissionais além de arquivistas e também não permitira votos de estudantes dentro da associação, os diretores de forma geral discutiram e chegaram a conclusão geral que isso é inadmissível e que os estudantes tem total direito de participação por somar um grande número dentro da comunidade arquivística e também partindo do ponto em que o estudante paga a anuidade, tem direito ao voto como os demais membros. Priscilla Araújo também informou acerca da ida do Ex-presidente/fundador da Executiva à Paraíba onde puderam conversar sobre os rumos da Executiva como: O processo de legalização da Executiva e o apoio mutuo à Associação dos Arquivistas Brasileiros e à Executiva Nacional de Associações Regionais de Arquivologia. O segundo ponto de pauta foi a aprovação da Ata da reunião do dia seis de janeiro de dois mil e onze. A Ata foi colocada sobre apreciação e Priscilla Araújo contestou a cerca da impossibilidade do tempo da mesma para a leitura da Ata, os demais presentes se contrapuseram, pois isso não dava motivo para a não-aprovação da Ata, desta forma a Ata foi aprovada de forma regular. Neste momento Hebe Ribeiro se juntou à reunião. O terceiro ponto foi questão da mudança do Arquivo Nacional para o Ministério da Justiça. Após algumas horas de discussão dos últimos acontecimentos ligados ao Arquivo Nacional todos os presentes chegaram à conclusão que deveria ser feita uma carta de pronunciamento sobre a mudança do Arquivo Nacional da Casa Civil da Presidência para o Ministério da Justiça. Como muitos fatos já haviam acorrido e já existia uma grande mobilização contra a mudança, os diretores resolveram pautar a carta na vigilância aos cumprimentos do Arquivo Nacional e que a mudança não interfira de forma negativa nas conquistas já realizadas e nas funções do Arquivo Nacional como entidade mantenedora da memória do País. Ficou definido que está carta seria feita pelos Diretores Gerais da Executiva e enviada até o dia vinte e sete do mês para os demais membros da Executiva, e as respostas dos demais membros enviadas até o dia vinte e nove do mês para os Diretores Gerais diante da primeira mostragem, no trinta do mês seria feita a divulgação oficial desse documento pelos meios de comunicação da Executiva. O quarto ponto foi sobre o calendário de reuniões ordinárias da Executiva. No estatuto da Executiva prevê que deve ocorrer no mínimo uma reunião ordinária por semestre. Foi definido por unanimidade que as reuniões deveriam ser feitas no mínimo ordinariamente uma vez ao mês e que esse ponto deveria ser alterado no novo estatuto ainda a ser feito para a Executiva, foi definido também que as reuniões continuariam sendo aos sábados por ser o melhor dia para todos os diretores e o horário seria às dezoito horas no horário de Brasília. Após discussões entre os diretores foi definido que as reuniões seriam próximas a metade do mês e seriam definidas as datas somente até o final da gestão atual da Executiva, então os dias definidos foram: Dezenove de março; Dezenove de abril; Vinte e três de maio; Vinte e um de junho e em julho a reunião seria durante o Encontro Nacional dos Estudantes de Arquivolgia. Neste momento Vander Rodrigues se juntou a reunião. O quinto e ultimo ponto foi a cerca de assuntos do Décimo quarto Encontro Nacional dos Estudantes de Arquivologia na Paraíba. Diante da Solicitação da Executiva na ultima reunião à Comissão Organizadora do Evento da possibilidade da realização dos Grupos de Discussão/Trabalho durante o evento, Priscilla Araújo informou que estaria sendo inserido os Grupos de Discussão na programação do evento e repassou para todos como se encontrava a programação até aquele momento da organização do Evento. Todos os presentes aprovarão a programação e acharam muito interessante os cuidados e os detalhes planejados pela Comissão Organizadora. Quanto aos Grupos de Discussão, Priscilla Araújo propôs que fossem realizados quatro Grupos de forma simultânea e o estudante participaria daquele Grupo que ele mais se agradasse da temática, as propostas de temáticas foram: Grupo I “Empresa Junior”; Grupo II “Centro Acadêmico, Diretório Acadêmico, Movimento Estudantil, Sindicalismo, Associativismo e Executiva Nacional”; Grupo III “Arquivologia no Brasil” e Grupo IV “Projetos de pesquisa e extensão em Arquivologia”. Foi definido que os mediadores desses Grupos de Discussão seriam os atuais diretores da Executiva Nacional para poder ampliar a participação política da mesma dentro do evento. Ficaram definidos de forma unânime os seguintes mediadores: Grupo I – Gabriel Oblasser e Elayne Altoé; Grupo II – Fernanda Linhares e Marcello Furtado; Grupo III – Pedro Felipe (convidado) e Apoena Aguiar e Grupo IV – Vander Rodrigues e Larisse de Almeida. Não havendo mais nada para tratar Fernanda Linhares deu por encerrada a reunião às vinte e duas horas e vinte e nove minutos, a qual eu, Marcello Furtado secretariei e lavrei a presente Ata.

ENEA Secretaria Geral

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário :